Publicado em Deixe um comentário

Os hábitos alimentares que ajudam a reduzir o risco de pedras nos rins

Quem já teve concorda. Uma crise de pedra nos rins não é brincadeira.

Uma em cada 11 pessoas forma um cálculo em algum momento da vida. Mais da metade daqueles que tiveram uma crise vão ter novamente outra no prazo de 5 a 10 anos. O pior é que levantamentos populacionais mostram que esse é um problema que vem crescendo nas últimas décadas.

Existem alguns fatores que tornam uma pessoa mais susceptível a desenvolver cálculos nos rins do que outras, explica a endocrinologista Cintia Cercato. E talvez aí esteja a explicação para o crescimento desse problema ao longo dos anos. Uma condição bastante associada é a obesidade, grande epidemia do século, mas também existem outros problemas implicados no maior risco de formar pedras nos rins. Hipertireoidismo, problemas nas paratireoides, gota, síndrome de má absorção intestinal e uso de certos medicamentos podem favorecer a formação desses indesejáveis cálculos.

Certos hábitos alimentares também podem piorar a situação. Tomar pouca água, comer muita carne, comer poucas frutas e verduras e abusar no sal acabam favorecendo o problema.

Assim, uma recomendação universal para prevenir cálculos renais é manter um alto consumo de líquidos. Uma pesquisa com quase duzentos participantes que apresentavam crises renais de repetição avaliou justamente o efeito dessa orientação no risco de ter novas crises. Um grupo foi orientado a aumentar o consumo de líquidos para produzir um volume de urina de pelo menos 2 litros por dia e o outro grupo recebeu apenas orientações gerais. Ao final de cinco anos de acompanhamento a taxa de recorrência de crises do grupo que ingeria mais liquido e acabava urinando mais foi de 12% ao passo que, no outro grupo, as novas crises ocorreram em 27% dos participantes. Mas é importante ressaltar que nem todos os líquidos conferem os mesmos benefícios. Pelo menos três pesquisas grandes indicaram que o alto consumo de bebidas açucaradas aumenta a chance de formação de cálculos. Então, o melhor a fazer é beber água.

O elevado consumo de sódio aumenta a excreção de cálcio na urina. Algumas pesquisas indicam que restringir o sal da dieta pode reduzir a chance de novas crises. O abuso de sal é um problema em nosso meio. A recomendação da organização mundial de saúde é manter um consumo em torno de 2g de sódio ou 5g de sal por dia, mas infelizmente o brasileiro anda consumindo 12g de sal por dia! Boa parte desse excesso de sal vem de alimentos ultraprocessados, então fique sempre atento ao rótulo. Usar mais ervas e especiarias e reduzir o sal no preparo dos alimentos de casa também é uma boa estratégia.

Reduzir carne, mesmo as carnes brancas,  também pode ser útil em alguns casos, pois o consumo excessivo pode reduzir o pH da urina e aumentar a excreção de cálcio e de ácido úrico.

Se você sofre com esse problema, não deixe de perguntar ao profissional de saúde que lhe atende quais hábitos alimentares devem ser adotados no seu caso.

Aqui na Caseiramente, reduzimos ao máximo o consumo de sal nos alimentos. Colocamos o suficiente no preparado dos alimentos e quando o cliente achar necessários, ele faz a correção ao seu gosto. Apostamos bastante nas ervas e temperos naturais.

Talvez você goste destas opções:

Publicado em Deixe um comentário

Você sente temor ou pavor em cozinhar?

Isso pode ser sinal da Mageirocofobia!

É o medo de cozinhar, é a fobia da atividade que desencadeia uma experiência de pânico irracional.

Tal como acontece com todas as fobias, não é apenas a rejeição diária de cozinhar por comida. Em outras palavras, não se trata da preferência por não cozinhar, pois é mais simples ou conveniente comer fora ou comer a comida feita por outra pessoa. Considera-se uma fobia apenas aquela atividade que desencadeia uma experiência de pânico irracional (não explicável pelos códigos culturais da pessoa) e, portanto, gera uma ansiedade significativa.

Em geral, incluem a rejeição do cozimento acompanhada de evitação excessiva, aproximando-se da cozinha ou de qualquer lugar onde tal atividade esteja ocorrendo.

Possíveis causas:
— Medo de sofrer uma ferida ou queimadura relacionado ao processo de cozimento.
— Medo de espalhar vírus ou doenças.
— Medo de preparar mal as refeições.
— Medo da complexidade das receitas.
— Medos relacionados a transtornos alimentares.

Como reduzir a ansiedade na cozinha:
— Faça pratos simples e que não envolvem riscos como queimar ou cortar.
— Cozinhe junto com alguém que inspira confiança e confiança.
— Cozinhar para outras pessoas, de preferência nas proximidades, para incentivar o reconhecimento social.

Mas ter preguiça, desconhecer técnicas culinárias, ou ainda, não ter paladar desenvolvido não são patalógicos. Para tudo isso um chef pode ajudar através de uma consultoria ou coaching, orientando, treinando ou dando aulas.
Afinal, de perto, somos todos normais.

Fonte: Sainte Anastasie

Talvez você goste destas opções:

Publicado em Deixe um comentário

Como você tem reutilizado as suas embalagens?

Você sabia que nossas embalagens além de lindas são reutilizáveis?

Escolhemos a dedo essa nova embalagem das refeições que são entregues pra vocês.

Estas embalagens são livres de BPA e versáteis também. Podem ser usados ​​para armazenar artes e artesanato, bem como pequenos brinquedos. Use os compartimentos para dividir artesanato e materiais por cor ou tamanho ou organize itens de reparo em casa, como pregos ou parafusos. A tampa transparente facilita a visualização do conteúdo.

Seguem algumas sugestões para você reutiliza-las no dia-a-dia:

1. Guardar alimentos secos no armário;

2. Seu queijo preferido e outras alimentos na geladeira;

3. Usar como pote de água para o seu cachorro;

4. Servir leite para seu gatinho e

5. Fazer um pequeno vaso para colocar na sua casa.

Basta utilizar a criatividade, não é mesmo?!

Agora diz pra gente, como você tem reutilizados as suas embalagens?

🍃 🍵 💖 🍶 💃 👏 🍜 👙 🎯 💪 👗

Publicado em Deixe um comentário

Como funciona o Caseiramente

Somos uma empresa adeptos ao estilo de vida saudável e com o intuito de conscientizar as pessoas que uma alimentação saudável ajuda a manter e promover a SAÚDE DO SEU CORPO E DA MENTE.

Com pequenas decisões diárias você contribui para um bom funcionamento do organismo por mais anos e com maior qualidade de vida.

Temos o compromisso de levar até você uma refeição saudável, prática e com um toque caseiro.

Oferecemos refeições diárias, completas e balanceadas em quantidades suficientes para seu corpo ter mais energia. Tudo elaborado pela nossa Chef de cozinha que também é uma das sócias, junto com a nutricionista.

Nós queremos cuidar de você e da sua saúde!


Deixe que a gente cozinha para você!
Conheça agora mesmo nosso Cardápio, nossas marmitas são práticas, preparadas de forma artesanal e com gostinho de comida caseira.

Publicado em 1 comentário

Refeição Low Carb

Apesar de muitas pessoas acharem que essa dieta é recente, pelo simples fato de agora todo mundo falar dela, a dieta low-carb existe desde meados do século XIX e se trata de uma técnica usada durante muito tempo como uma estratégia para tratar a obesidade.
 
O nome já diz: dietas “low carb” são programas alimentares que restringem o consumo de carboidratos e grãos, mesmo os integrais e usar como base as proteínas e vegetais.
 
É indicada para a perda de peso, tratar da diabetes e reduzir os níveis de glicose e insulina e glicose do sangue e baixar o nível de triglicerídeos.
 
Há opções de dieta com restrições menores de carboidratos, podendo ser de 50 g, 70 g ou 100 g por dia, que são restrições moderadas. Mas a mais comum é a restrição com 20 g de carboidratos ao dia

 

A dieta não deve ser feita por qualquer pessoa. Ela é indicada para indivíduos que precisam emagrecer ou aqueles portadores de doenças como diabetes, esteatose (gordura no fígado), síndrome metabólica, dislipidemias e resistência a insulina.

Pessoas que sofrem com problemas de insuficiência renal, cardíaca ou hepática ou ainda com diabetes, não devem aderir à dieta. Além disso, pessoas que praticam atividades físicas, regularmente ou atletas, devem consultar seu nutricionista antes de começá-la.

 
Temos 10 opções deliciosas de Refeições Low carb, inclusive com Combos Promocionais para a sua semana.

 

Talvez você goste destas opções: