Publicado em Deixe um comentário

Descubra uma forma rápida e fácil para se alimentar de forma saudável

Falafel com tahine, purê de abobora cabotiá e couve-manteiga refogadinha

Correria do dia-a-dia e muito trabalho não são desculpas para nos rendermos aos alimentos prontos. Mesmo com uma infinidade de atrativos como os fast foods e a grande oferta de alimentos que prometem preparo fácil e rápido, é possível optar por alimentos de verdade, nutritivos e igualmente fáceis de esquentar.

Uma boa opção para fugir dessas tentações, economizar e se alimentar melhor são as marmitas congeladas. Você consegue planejar a semana e saber aproveitar os alimentos, conseguindo assim até prevenir algumas doenças.

Práticas e saudáveis

Já pensou que maravilhoso chegar em casa e ter comida pronta te esperando todos os dias? E ainda emagrecer comendo de forma saudável e gostosa, sem gastar uma fortuna de dinheiro?

Comida boa e saudável é aquela que a gente conhece a procedência, é saudável, prática e com gostinho de comida caseira. E é exatamente isso que a gente precisa né? Tempo para trabalhar, cuidar da casa, filhos, cachorro, academia… é muita coisa para administrar.

Mas atenção, as embalagens devem ser resistes para freezer, micro-ondas e livres de BPA. O Bisfenol A (BPA) é uma substância química usada na fabricação de plásticos, principalmente os mais resistentes à quebra. Por ser uma molécula instável, ele “migra” mais facilmente do objeto em que está para algo que esteja em contato com ele, numa espécie de contaminação. Aí é que está o problema! Fique tranquilo que toda embalagem utilizada na Caseiramente são livres de BPA

Combos Promocionais

Queremos que você aproveite o seu tempo livre para fazer o que você gosta e precisa fazer, e os combos são opções com excelente custo x benefício. São refeições saudáveis, balanceadas e nutritivas fará com que você tenha muito mais disposição, concentração e energia!

Temos Combos Promocionais com 05, 07, 10, 15, 20 e 30 refeições.
E para ajudar na sua escolha, separamos também por linha:
Combo Marmitas Low Carb: o programa alimentar Low carb, restringe o consumo de carboidratos e grãos, mesmo os integrais e utilizamos como base as proteínas, legumes e vegetais.

Combo Marmitas Saudáveis: é indicado para quem pratica exercício físico e visa a manutenção ou perda de peso e não abre mão de uma refeição com aquele toque caseiro.

Combo Marmitas Vegetarianas: mais do que parar de comer alimentos de origem animal, o vegetarianismo é um estilo de vida que cada vez mais conquista pessoas pelo mundo.

Combo Sopas Saudáveis: ajuda a equilibrar o metabolismo e acelerar o processo de queima de gordura de forma natural. Sopas que aquecem o coração e alma.

Como descongelar:

Indicamos o descongelamento de forma lenta para conservar as propriedades nutricionais, a textura e o sabor dos alimentos. Basta tirar um dia antes do freezer e colocar na geladeira.
1.  Destrave a tampa e deixe em cima do pote para não espirrar no micro-ondas.
2.  Aqueça por 2 minutos em potência máxima (o tempo pode variar conforme a potência do aparelho).
3.  Caso não tenha tirado antes, aquecer no micro-ondas de 4 à 5 minutos. Cuidado para não esquentar demais e perder o ponto das carnes principalmente.

Não sobra nem louça pra lavar.
Bom apetite!!

Talvez você goste destas opções:

Publicado em Deixe um comentário

Você vai agir para o resto da sua vida da mesma forma que age atualmente?

GrowthMindset

Você já se pegou perguntando por que algumas pessoas alcançam sucesso e tem uma vida de realizações e outras não?

Durante toda a vida as respostas para essas perguntas giraram em torno dos seguintes temas: sorte, destino, foco, inteligência, persistência, trabalho duro.

Às vezes, não nos damos conta, mas o nosso conjunto de atitudes mentais, que é chamada de mindset além de ser crucial para o sucesso, diz muito sobre o nosso comportamento. A maneira como você reflete sobre determinada situação e, principalmente, conforme decide agir após essa análise pessoal, pode determinar o seu sucesso ou falha.

Se você deseja mudar a forma com que encara a vida, o livro “Mindset – A nova psicologia do sucesso” da autora Carol Dweck é um conteúdo extremamente enriquecedor e vai mudar a forma com que você enxerga o mundo e as coisas a sua volta. Basicamente, mindset é mentalidade com que cada um de nós tem em relação à vida, é nosso jeito de pensar. Se nossa mente é voltada para coisas negativas ou situações “deixe a vida nos levar”, praticamente plantamos o que colhemos.

Em um estudo onde foram acompanhados centenas de alunos pelo período de dois anos, foi observado que os alunos que pensavam que poderiam desenvolver sua própria inteligência e melhorar seu desempenho, de fato aumentaram suas notas no período, enquanto alunos que acreditavam que a inteligência era um talento inato não tiveram progresso. A estes, Dra Dweck atribuiu o conceito de Fixed Mindset.

A diferença entre os dois grupos estudados era unicamente a perspectiva a respeito da própria inteligência e capacidade de aprendizado.

Você tem de se dedicar diariamente para se tornar um pouco melhor.
Quando você se dedica à tarefa de se tornar um pouco melhor todos os dias
durante um certo período, você se torna muito melhor.”

Precisamos ter um mindset de crescimento!
Para conquistarmos nossos sonhos e objetivos, seja qual for a fase da vida, é preciso ter sempre foco no positivo, dedicação e autoestima elevada. Além disso, é essencial trabalharmos nossa resiliência, pois essa característica nos ajuda a superar as dificuldades. Só assim, conseguiremos aprender com nossos erros e seguir em frente mais fortes e preparados.

As pessoas de mentalidade fixa acreditam que nasceram com uma “cota” de inteligência que não irá mudar. Errar para elas é algo insuportável. Por essa crença limitante elas tendem a evitar desafios e experiências novas com medo de parecerem menos inteligentes. Já as pessoas de mentalidade de crescimento acreditam que sua inteligência melhora cada vez mais pela aprendizagem e que o caminho do sucesso está no resultado do seu trabalho intenso e do seu esforço.

Um mindset de crescimento tem a ver com pessoas que acreditam que podem desenvolver suas habilidades. Simples assim!

Agora é a sua vez! Permita-se desenvolver todo o seu potencial infinito, conheça o seu melhor e ouse conquistar grandes resultados em sua vida pessoal e profissional. O poder mental para isso é seu. Escolha ter um mindset de crescimento e veja as mudanças positivas que ele pode ocasionar no seu dia a dia!

Gostou do texto? Comente o que achou nos comentários e compartilhe nas suas redes sociais!

Publicado em Deixe um comentário

Crianças e a importância de estabelecer uma alimentação saudável em casa

Sabemos que boa parte dos pequenos prefere comer fast-food, doces e alimentos processados a frutas, verduras e alimentos naturais, e que este hábito alimentar ruim pode se estender a jovens e até mesmo à fase adulta. É realmente difícil ver uma criança que realmente goste de comer legumes. Mas acredito que isso tem a ver com a cultura em que criamos nossos filhos, pois nossos pais e avós quase não ingeriam alimentos industrializados.

Naturalmente, em outras épocas, o contexto era muito diferente em relação ao atual. Havia um contato maior com o plantio e com a natureza. Contudo, mais do que apenas culpar a urbanização, industrialização e mudanças comportamentais e culturais, é preciso se dar conta que as crianças copiam e seguem exemplos dos adultos, em tudo, inclusive no que tange aos hábitos alimentares. Logo, se quisermos ver nossos filhos comendo legumes e frutas, é muito mais importante nós mesmos darmos o exemplo e consumirmos esses alimentos, do que tentar obrigá-los a tal, quando temos a nossa mesa e na despensa de casa guloseimas processadas aos montes.

A melhor forma de educar é pelo exemplo. Além disso, motivar as crianças a se alimentarem de forma mais saudável, buscando maneiras divertidas de introduzir a alimentação saudável ao dia a dia, pode ser uma solução.

Escolas podem contribuir com a nutrição infantil

Bella Falconi ainda explica que é vegetariana, mas isso não quer dizer que eu acho que todos devam ser como eu e nem que todas as crianças devam ser privadas de comer carne. Contudo, ter um dia na semana em que se promova o consumo de verduras, frutas e legumes em detrimento do consumo de carne é ao meu ver algo positivo. Em São Paulo, foi implantada a campanha Segunda Sem Carne (SSC), que é hoje adotada também em Curitiba, Niterói e outras cidades, além do Distrito Federal, que são centenas de escolas que oferecem uma merenda vegetariana ao menos uma vez por semana como opção de refeição para as crianças. No município de São Paulo, mais de mil unidades educacionais já adotaram programa, representando milhões de refeições sem ingredientes de origem animal por mês, mas não apenas isso, introduzindo mais legumes, grãos, frutas e cereais, que são a base de qualquer alimentação saudável.

Como convencer crianças a adotarem uma alimentação saudável?

Além de acostumar a criança com a oferta de alimentos variados à mesa, vale a pena variar as formas de preparo, em especial das frutas legumes e verduras, que em geral não são os favoritos dos pequenos. Por exemplo: um dia usamos alface na salada e no outro adicionamos frutas como maçãs. Podemos misturar a beterraba no arroz e no feijão, o que pode mudar a cor do arroz e atiçar a curiosidade da criança.

Podemos preparar sucos e inserir os legumes neles, como por exemplo, de couve-manteiga com maracujá. Dá para então criar histórias para associar ao visual verde do suco – elas vão adorar beber o suco do “Hulk”.

A atitude de quem dá esses alimentos à criança também é muito importante para o convencimento. Se os pais dizem que não gostam de determinado alimento, isso irá influenciar diretamente a criança a também rejeitar aquilo.

Em geral, com raras exceções, as crianças têm a tendência a gostar mais de alimentos ricos carboidratos simples, como açúcar refinado, e igualmente ricos em gordura e sal. Por isso, a família tem um papel muito importante na formação dos hábitos alimentares. Não dá para exigir que a criança beba mais água e sucos naturais de frutas se ela vê seus pais e todos que vivem naquela casa preferirem consumir refrigerantes e sucos processados.

Também é muito importante encontrar maneiras de envolver a criança na hora de ir às compras, seja no mercado ou na feira, assim como procurar de uma forma divertida trazer a criança para a cozinha para participar da elaboração dos pratos (mas lembre-se, segurança primeiro).

Nutrientes essenciais para crianças

Proteínas, carboidratos complexos, gorduras boas, fibras, ácido fólico, cálcio, ferro e vitaminas A, B e C nunca devem ser negligenciados e precisam estar em boas quantidades na alimentação para garantir um desenvolvimento pleno. Felizmente, boas porções destes nutrientes se encontram na maioria das dietas equilibradas. Embora muitos pensem que cortar os carboidratos é a solução para uma alimentação equilibrada, na verdade estes nutrientes são a fonte de energia mais importante do corpo, principalmente para as crianças. Os carboidratos se apresentam de várias formas diferentes, mas o recomendado para crianças é comer mais amidos e fibras e menos açúcar, ou se possível retirar ao máximo o açúcar refinado da alimentação.

Tenha em mente que é preciso garantir que as crianças estejam se alimentando com porções de nutrientes adequadas ao seu crescimento e pleno desenvolvimento. Um nutricionista em conjunto com um pediatra ou médico de família devem ser consultados para fazer ajustes e definir a melhor dieta e plano nutricional a ser seguido.

Fonte: Blog da Bella Falconi

Publicado em 1 comentário

Depressão está ligada a excesso de gordura corporal.

Foto: Mohamed Hassan

Aumento de gordura no corpo causa efeitos psicológicos que aumentam o risco de desenvolver depressão, aponta novo estudo.

Há algum tempo os cientistas já sabem que os quilos a mais na balança aumentam os riscos de desenvolver inúmeras doenças: diabetes, problemas cardiovasculares e até câncer. Um novo estudo feito por pesquisadores da Aarhus University, na Dinamarca, adiciona mais uma enfermidade a essa lista: a depressão.

De acordo com o estudo, publicado no periódico Translational Psychiatry, dez quilos a mais de gordura corporal aumentam o risco de desenvolver depressão em 17%. Quanto mais gordura acumulada, maiores são as chances de desenvolver a doença.

A análise mostrou, no entanto, que a relação da depressão com a gordura está ligada aos efeitos psicológicos e emocionais que o excesso de peso causa na vida da pessoa, e não o efeito biológico direto da gordura no corpo.

Por que isso é importante?

A descoberta é especialmente importante para que o aspecto psicológico da obesidade seja cada vez mais debatido e tratado em um mundo que possui atualmente cerca de 40% da sua população adulta acima do peso – o que é considerado por muitos médicos como uma epidemia de obesidade.

Segundo o nutrólogo Roberto Navarro, nosso cérebro produz substâncias chamadas de neurotransmissores que controlam inúmeras funções cerebrais. Um destes neurotransmissores, a serotonina, é capaz de dar ao cérebro sensação de bem-estar, regulando nosso humor e também dando sensação de “saciedade”.

Alimentos que ajudam a combater a depressão e melhorar o humor

A alimentação pode ajudar a produzir mais serotonina, aumentando o bom humor e ajudando no combate da depressão, entretanto, vale lembrar que ela não substitui o tratamento da doença, com a intervenção medicamentosa e terapia. “Para a produção cerebral da serotonina há necessidade de “matérias primas” (chamadas de cofatores) fundamentais para sua síntese, como exemplos: triptofano (aminoácido), magnésio, cálcio (minerais), vitamina B6, ácido fólico (vitaminas)”, ressalta Navarro.

As frutas, castanhas-do-Brasil, nozes, amêndoas, folhas verdes e soja, são alguns alimentos que ajudam a melhorar o humor e são excelentes coadjuvantes para dar uma “forcinha” no combate da doença.

A linha de Marmitas Saudável da Caseiramente são ricas em carboidratos complexos e ajudam o organismo a absorver triptofano e estimulam a produção do neurotransmissor serotonina, que ajuda a reduzir as sensações de depressão. “Uma alimentação pobre em carboidratos, por vários dias, pode levar a alterações de humor e depressão.

Deixe que a gente cozinha pra você.

Talvez você goste destas opções de marmitas:

Publicado em Deixe um comentário

Os hábitos alimentares que ajudam a reduzir o risco de pedras nos rins

Quem já teve concorda. Uma crise de pedra nos rins não é brincadeira.

Uma em cada 11 pessoas forma um cálculo em algum momento da vida. Mais da metade daqueles que tiveram uma crise vão ter novamente outra no prazo de 5 a 10 anos. O pior é que levantamentos populacionais mostram que esse é um problema que vem crescendo nas últimas décadas.

Existem alguns fatores que tornam uma pessoa mais susceptível a desenvolver cálculos nos rins do que outras, explica a endocrinologista Cintia Cercato. E talvez aí esteja a explicação para o crescimento desse problema ao longo dos anos. Uma condição bastante associada é a obesidade, grande epidemia do século, mas também existem outros problemas implicados no maior risco de formar pedras nos rins. Hipertireoidismo, problemas nas paratireoides, gota, síndrome de má absorção intestinal e uso de certos medicamentos podem favorecer a formação desses indesejáveis cálculos.

Certos hábitos alimentares também podem piorar a situação. Tomar pouca água, comer muita carne, comer poucas frutas e verduras e abusar no sal acabam favorecendo o problema.

Assim, uma recomendação universal para prevenir cálculos renais é manter um alto consumo de líquidos. Uma pesquisa com quase duzentos participantes que apresentavam crises renais de repetição avaliou justamente o efeito dessa orientação no risco de ter novas crises. Um grupo foi orientado a aumentar o consumo de líquidos para produzir um volume de urina de pelo menos 2 litros por dia e o outro grupo recebeu apenas orientações gerais. Ao final de cinco anos de acompanhamento a taxa de recorrência de crises do grupo que ingeria mais liquido e acabava urinando mais foi de 12% ao passo que, no outro grupo, as novas crises ocorreram em 27% dos participantes. Mas é importante ressaltar que nem todos os líquidos conferem os mesmos benefícios. Pelo menos três pesquisas grandes indicaram que o alto consumo de bebidas açucaradas aumenta a chance de formação de cálculos. Então, o melhor a fazer é beber água.

O elevado consumo de sódio aumenta a excreção de cálcio na urina. Algumas pesquisas indicam que restringir o sal da dieta pode reduzir a chance de novas crises. O abuso de sal é um problema em nosso meio. A recomendação da organização mundial de saúde é manter um consumo em torno de 2g de sódio ou 5g de sal por dia, mas infelizmente o brasileiro anda consumindo 12g de sal por dia! Boa parte desse excesso de sal vem de alimentos ultraprocessados, então fique sempre atento ao rótulo. Usar mais ervas e especiarias e reduzir o sal no preparo dos alimentos de casa também é uma boa estratégia.

Reduzir carne, mesmo as carnes brancas,  também pode ser útil em alguns casos, pois o consumo excessivo pode reduzir o pH da urina e aumentar a excreção de cálcio e de ácido úrico.

Se você sofre com esse problema, não deixe de perguntar ao profissional de saúde que lhe atende quais hábitos alimentares devem ser adotados no seu caso.

Aqui na Caseiramente, reduzimos ao máximo o consumo de sal nos alimentos. Colocamos o suficiente no preparado dos alimentos e quando o cliente achar necessários, ele faz a correção ao seu gosto. Apostamos bastante nas ervas e temperos naturais.

Talvez você goste destas opções: